AutoShow

Funcionários da Fiat entram em lay-off em Betim por falta de peças

A Fiat informou que os 1,8 funcionários da fábrica de Betim, em Minas Gerais, entrarão em lay-off a partir do dia 4 de outubro

Ao todo, 1,8 mil trabalhadores terão contratos suspensos por três meses. Por Felipe Salomão

 Fábrica é responsável por fabricar o Mobi, Strada, Uno, Argo, Grand Siena e Dobló

A Fiat informou que os 1,8 funcionários da fábrica de Betim, em Minas Gerais, entrarão em lay-off a partir do dia 4 de outubro. A medida suspenderá os contratos por três meses. Segundo a empresa italiana, essa decisão foi tomada por causa da falta de semicondutores que afeta a produção de veículos da marca.

FIAT ARGO 1.3 S Design vale R$ 73,7 mil? Melhor que Onix, HB20, Polo e Sandero equivalentes? Veja o vídeo!

A linha de montagem mineira segue trabalhando em dois turnos. Contudo, por causa do lay-off, o segundo turno, que trabalha a noite, passará a operar com menos trabalhadores. A fábrica é responsável por fabricar o Mobi, Strada, Uno, Argo, Grand Siena e Dobló. Além deles, a unidade será responsável por produzir o no Pulse, que será lançado no próximo dia 19 de outubro.

FIAT MOBI TREKKING 2022: o que mudou? VALE R$ 57 mil? Veja preço, consumo, manutenção e mais. Veja o vídeo!

É importante lembrar que a crise mundial dos semicondutores afeta todas as montadoras. Inclusive, a Volkswagen, a Renault, a Honda, a Hyundai e a Chevrolet foram algumas das marcas que já tiveram que paralisar toda a produção ou parte dela por não ter os componentes eletrônicos, que são essenciais para os carros de hoje em dia.

Procura um carro da Fiat? Veja no AutoShow mais de 40.000 classificados de veículos e participe dos feirões presenciais realizados todo domingo das 7h às 13h no Expo Center Norte e Shopping ABC