AutoShow

Volkswagen vai lançar quatro carros híbridos inéditos com investimento de R$ 9 bilhões

No total, ciclo prevê R$ 16 bilhões em recursos para fazer nova plataforma, novo motor híbrido e lançar 16 carros em quatro anos. Por Marcos Camargo Jr

Anúncio antecipado de investimento (Marcos Camargo jr)

A Volkswagen vai anunciar hoje um novo ciclo de investimentos no Brasil com R$ 9 bilhões até 2028 para fazer uma nova plataforma, novo motor e quatro modelos híbridos inéditos no país dentro de quatro anos. No total, a marca vai investir R$ 16 bilhões pois já havia anunciado R$ 7 bilhões em 2022 até 2026.

T-Cross é um dos modelos que sofrerá facelift mas a VW promete quatro carros inéditos (Joice Guimarães)

“Temos projetos para todas as fábricas instaladas no Brasil e estamos alocando projetos para todas essas unidades. Conseguimos negociação com os sindicatos em benefício comum para as duas partes com uma relação construtiva e responsável com o governo que será feito hoje”, explica Ciro Possobom, CEO da Volkswagen, em um anúncio feito para um grupo restrito de 50 jornalistas do Brasil.

16 novos produtos até 2028 (Marcos Camargo Jr)

Hoje, será feito o anúncio oficial em São Bernardo do Campo em uma cerimônia com a presença de executivos da Volkswagen e o presidente Lula.

linha de produção do Polo (Volkswagen Divulgação)

A Volkswagen confirmou que irá lançar 16 veículos em um intervalo de quatro anos. Destes 16, 4 serão nacionais e inéditos incluindo dois produtos novos em São Bernardo do Campo, um novo carro em Taubaté e uma inédita pickup em São José dos Pinhais. Há especulações de que entre esses quatro novos modelos estejam um SUV médio de 5 e outro de 7 lugares sobre a mesma base e também um SUV compacto que será feito em Taubaté, na unidade onde hoje é feito o Polo e Polo Track.

nova plataforma MQB Hybrid com motor 1.5 TSI (Marcos Camargo Jr)

Hoje a Volkswagen conta com quatro unidades no país: Anchieta onde são feitos o Polo, Nivus e a pickup Saveiro; São José dos Pinhais onde é feito o T-Cross em uma unidade compartilhada com a Audi; Taubaté onde são feitos o Polo e Polo Track e São Carlos, no interior paulista, onde são feitos os motores usados nos veículos do grupo.

Ciro Possobom, CEO da Volkswagen no Brasil (Marcos Camargo Jr)

Nova plataforma para carros híbridos

Entre as novidades, boa parte do investimento será dedicado para a nova Plataforma MQB Hybrid com um novo motor que deve ser usada nestes quatro veículos inéditos. Recentemente o sindicato de São Carlos/SP divulgou que havia entrado em acordo com a Volkswagen para a produçao do novo motor 1.5 TSI com sistema de desligamento de cilindros, tecnologia flex e assistência elétrica para reduzir consumo e emissões. Atualmente são produzidos no local o motor 1.0 MPI, 1.0 TSI e 1.4TSI.

vendas de elétricos do grupo VW (Marcos Camargo Jr)

“Carro elétrico está muito presente na China, na Europa, alguns lugares nos Estados Unidos como Califórnia, Flórida, Texas, mas não podemos fazer um ‘copia e cola’ dessa estratégia no Brasil. O elétrico não é uma realidade aqui. Não podemos fazer uma mudança radical”, explicou Possobom.

Assim como outras marca, a Volkswagen consolida a mudança no discurso sobre eletrificação. Até o meio de 2023, o discurso era em prol de carros 100% elétricos e agora marcas como a General Motors admitem que o caminho da eletrificação passa por carros híbridos. “Temos o total flex e agora teremos o carro híbrido flex com avançado pacote ADAS, nova arquitetura elétrica, novo câmbio. Como combinamos a estratégia global da companhia com a realidade do Brasil? Isso passa por soluções que teremos aqui no país e na América Latina”, finalizou.