AutoShow

Virtus Cabrio: o carro que a Volkswagen fez para o evento com Lula

Conversível foi produzido em seis semanas para anúncio de investimento em modelos híbridos da Volkswagen no Brasil. Por Marcos Camargo Jr

Virtus Cabrio: criação da Volkswagen para a visita do presidente (VW Divulgação)

A Volkswagen costuma criar veículos em cerimônias especiais como fez com a visita do presidente Lula e do vice Geraldo Alckmin à sede da empresa em São Bernardo do Campo na última semana. Indo além da questão política, o carro azul conversível chamou a atenção por não se tratar de um modelo vendido no mercado e repetindo gestos de outros presidentes, Lula já andou de Polo e Fox conversíveis assim como Itamar e Juscelino Kubitschek já andaram de Fusca no passado.

Juscelino a bordo do Fusca no início da produção de 1959 (VW Divulgação)

Hoje a Volkswagen divulgou mais detalhes sobre o projeto do Virtus Cabrio, um carro feito pela engenharia da marca fruto do trabalho de 30 pessoas em seis semanas.


O Virtus Cabrio mescla elementos das versões Highline e Exclusive, recebeu a cor Azul Biscay que é perolizada, rodas de 18 polegadas com acabamento escuro, interior com bancos e forrações na cor preta e o motor 250 TSI de 150cv e 25kgfm de torque com câmbio automático de seis velocidades que teve a programação alteradada para circular de forma suave em baixas velocidades.

Virtus Cabrio: assoalho alongado para aumentar o conforto dos ocupantes (VW Divulgação)

No carro foi feita a remoção do teto, reforços de estrurura no monobloco, alongamento do assoalho para ampliar o espaço – o mandatário e o vice-presidente desfilaram em pé por boa parte do trajeto e o banco traseiro também foi modificado. A barra transversal instalada no meio do carro serviu como apoio mas as alterações também foram feitas na parte mecânica.

Virtus Cabrio: baseado no Highline e Exclusive (VW Divulgação)

Cerca de trinta profissionais da área de Desenvolvimento do Produto, com suporte da área de Qualidade, tiveram seis semanas para a entrega do veículo. “Tínhamos de proporcionar um bom espaço traseiro para os ocupantes, garantindo segurança e conforto para o propósito de uso do veículo. Também foi preciso garantir resistência e rigidez estrutural suficientemente boas. Tudo num período extremamente curto”, detalha Antonio Carnielli Jr., Diretor de Desenvolvimento Técnico da VW.

Virtus Cabrio com a barra transversal (VW Divulgação)

Outros modelos com o mesmo objetivo foram transformados ao longo da trajetória da Volkswagen.

Itamar Franco chegando no Fusca Cabriolet em 1993

Em 1959, Juscelino Kubitschek desfilou em um Fusca marcando o início da produção do sedã na fábrica Anchieta, Itamar Franco andou a bordo de um Cabriolet azul e o próprio Lula já andou em um Polo Sedan conversível em 2003 e a bordo de um Fox conversível em 2005 antes de andar no Virtus Cabriolet.

Itamar desfilando na fábrica com o Fusca em 1959 (VW Divulgação)

Os carros fazem parte do acervo da Garagem VW que recebe visitas específicas na sede da empresa em São Bernardo do Campo.

Lula a bordo do Polo Sedan em 2003 em uma de suas visitas (VW Divulgação)