AutoShow

Veja como fazer sua embreagem durar até o dobro do tempo 

Uso correto pode fazer o conjunto durar até 120 mil quilômetros ou mais. Por Redação

Imagens deste artigo: Freepik

Hoje metade dos carros vendidos no país já tem câmbio automático porém os mais de 50 milhões da frota circulante ainda traz, em sua imensa maioria, o pedal da embreagem. No entanto, esse mecanismo da embreagem que depende do controle humano pode se desgastar mais rápido a depender do tipo de uso e do motorista. Seu bom uso, do contrário, pode fazer o conjunto durar muito mais tempo. 

Carro anunciado no feirão AutoShow

O segredo está no “tempo” 

Com a transmissão manual é preciso acionar o pedal de embreagem para engatar a proxima marcha e e soltar gradativamente enquanto se acelera o veículo. Esse ato contínuo tem alguns “segredos” que podem fazer a embreagem durar mais ou menos tempo. 

Quanto tempo dura uma embreagem? 

Em geral uma embreagem dura entre 60 e 100 mil quilômetros mas pode durar muito mais tempo conforme o tipo de uso. Com a utilização correta é possível fazer o conjunto original durar até 120 mil quilômetros. 

Veja seis dicas importantes para fazer a embreagem durar mais tempo e evitar seu desgaste prematuro:

Não deixe o pé apoiado no pedal. Os instrutores de direção são unânimes em afirmar que esse é o erro mais comum. Com isso o motorista provoca um desgaste acentuado do conjunto da embreagem que perde eficácia além de aquecer o sistema o que pode abreviar e muito a vida útil do câmbio. Ao trocar a marca retire o pé da embreagem ainda que ali adiante seja necessário subir uma ou descer outra marcha. 

Evite trocas rápidas de marcha. Pode levar aos desgastes prematuro da embreagem. Ao engatar muito rápido não se obedece a sincronia do sistema mecânico o que também desgasta a embreagem de forma prematura. 

Accelerator, brake pedal and clutch pedal of manual gear car

Não use a embreagem como freio. Esse é um erro comum: em uma via inclinada o motorista segura a embreagem no ponto controlando o movimento do veículo. Isso causa desgaste elevado na embreagem. 

Não saia em segunda marcha. Há um desgaste maior quando o motorista já aciona a segunda marcha esperando uma saída mais “suave” com o veículo. É importante sair sempre em primeira marcha e acionar a embreagem no tempo correto para evoluir com a velocidade do veículo. 

Não deixe o carro engatado quando estiver parado. Ao estacionar, use somente o freio de estacionamento com o câmbio em ponto morto. Deixar a embreagem acionada também causa desgastes excessivo no sistema. Se o motorista detectar falha no freio de estacionamento leve a um mecânico de confiança mas não deixe o veículo engatado por um longo período. 

Quer fazer um bom negócio em carros usados? Visite o site do AUTOSHOW e faça o melhor negócio do Brasil. São mais de 1.500 veículos usados anunciados em dois eventos com entrada gratuita.