AutoShow

Teste completo com a Royal Enfield Hunter 350 2024: motor, consumo e preços 

Com apelo retrô, Hunter oferece estilo e custa menos de R$ 20 mil. Por Marcos Camargo Jr

Hunter 350: estilo neo retrô com 350cc (Felipe Silva)

A Royal Enfield acelerou seu cronograma de lançamentos nos últimos dois anos. Com seu característico estilo retrô, a marca já tem 26 concessionárias no Brasil e uma linha de montagem em Manaus. Fruto dessa nova fase a Hunter 350 é um dos produtos mais baratos da Royal Enfield por aqui com preço inicial abaixo dos R$ 20 mil. 

Faróis redondos e setas destacadas na Hunter 350 (Marcos Camargo Jr)

Preços da Hunter 350 2024

A Royal Enfield Hunter 350 é vendida na versão Dapper por R$ 19.990,00 e a Rebel sai por 21.990,00.

Chassi “J” permite pilotagem ágil na cidade (Marcos Camargo Jr)

A Hunter 350 tem ares de apelo retrô que está presente em outras marcas porém com produtos mais caros. Seu estilo é inspirado nas Café Racer e também nas motos médias dos anos 1970.

Além do farol redondo o tanque destacado com vinco lateral, o emblema com o nome da moto abaixo do banco de couro que é alongado e retilíneo assim como guidão curto e baixo tendo o painel diminuto ainda mais embaixo, reforça essa característica.

Traseira curta com lanternas redondas e duplo amortecedor com seis ajustes (Marcos Camargo Jr)

Motor da Hunter 350

A Hunter 350 tem motor monocilíndrico de 350cc com 20cv e 2,8kgfm de torque com câmbio de cinco velocidades. O consumo declarado da Hunter é de 36km/l e autonomia com tanque de 13 litros fica em torno de 450km.

Motor 350cc tem 20cv e cinco marchas (Marcos Camargo Jr)

Uma vantagem está nos freios ABS de duplo canal na dianteira com freios de 330mm e na traseira, algo incomum em motos dessa cilindrada. O restante é tradicional como o garfo duplo na dianteira e amortecedor duplo traseiro com seis ajustes de pré carga. 

Painel retrô com velocímetro analógico e parte central digital (Marcos Camargo Jr)

Como anda a Hunter 350

A pilotagem da Hunter 350 é agradável e se nota que o chassi J é mais curto na Hunter o que traz uma agilidade não vista na Classic por exemplo. A posição é boa embora o piloto fique um pouco inclinado à frente conforme a estatura. Isso pode cansar em viagens longas mas o propósito da Hunter é que seja uma boa moto urbana. 

Hunter 350 é confortável para uso urbano (Felipe Silva)

A transmissão tem engates suaves bem mais evoluídos que os primeiros modelos da Royal Enfield e o freio tem a segurança adequada. O painel tem instrumentos bem pequenos e distantes e a buzina é um pouco baixa para centros urbanos onde o alerta é necessário.

pilotagem levemente inclinada para a frente (Felipe Silva)

O painel por sinal segue o estilo retrô mas poderia ser um pouco maior. Sua vantagem é o indicador de marchas pois há ainda um indicador de condução “eco” (econômica) sem muita utilidade. Os faróis são halógenos de luminosidade restritiva mas que atendem muito bem ao perfil da moto. 

Farol único e halógeno inspirado nas motos dos anos 1970 (Marcos Camargo Jr)

Embora a Hunter seja mais baixa sua proposta é condizente com a entrega. O motor de 350cc não é um primor de potência e responde mais lentamente mas a ideia é justamente essa: uma moto urbana para qualquer necessidade e com estilo neo retrô que o cliente não vai encontrar por R$ 20 mil em outra marca. 

Freio a disco com ABS de duplo canal (Marcos Camargo Jr)

As motocicletas da marca são oferecidas com três anos de garantia e sem frete adicional. Em nível global a Royal Enfield vendeu mais de 800.000 motos em 2023. A Royal Enfield Hunter custa entre R$ 20 mil e R$ 21,9 mil a depender da pintura. 

QUER VENDER SUA MOTOCICLETA NO MAIOR FEIRÃO DE CARROS DO BRASIL? O AutoShow está sempre pronto para receber você! São duas edições toda semana em São Paulo e no ABC: veja aqui os endereços.