AutoShow

Territory: como deve ser o futuro SUV da Ford

Auto Show mostra como a novidade será estratégica para a marca Ford no mercado brasileiro. Por Marcos Camargo Jr

Depois de tirar de linha o Fiesta e também o Focus, além de encerrar a produção de uma fábrica em São Bernardo do Campo, a Ford tem uma dura missão pela frente. Combatendo apenas com o Ka e o EcoSport (além do Mustang e Edge ST, para poucos) e a Ranger, a Ford precisa de um SUV médio que já tem data para chegar.

A marca confirmou que venderá o SUV médio Territory no mercado brasileiro e argentino a partir do próximo ano e tem feito de tudo para destacar a novidade. O Territory, porém não será fabricado no país neste primeiro momento. Virá importada da China, onde recebe o nome de Yusheng 330.

O que já sabemos sobre a novidade. O Territory retoma o nome de um Crossover vendido na Austrália e deverá ter motor 1.5 turbo desenvolvido pela Mitsubishi. Em termos de mercado, ficará acima do EcoSport para cometir com fortes concorrentes como o Jeep Compass, Volkswagen Tiguan e do futuro Tarek, Peugeot 3008, Chevrolet Equinox, Tiggo 7, JAC T80 e do futuro S60, que terá motor 1.5 turbo como o Ford.

Já se sabe que o Territory terá porte de modelo médio com 4,58m de comprimento, 1,93 m de largura, 1,67 m de altura e 2,71 m de entre-eixos, terá carregamento sem fio para celular, central multimídia e painel de instrumentos com telas de 10 polegadas.

A Ford confirmou que o SUV terá um sistema de comunicação em tempo real com modem embarcado conectado ao FordPass que permite ao motorista travar, destravar, dar partida, localizar e obter informações de telemetria do carro remotamente.

Como deve ser comercializado

O Territory deverá custar entre R$ 110 e R$ 130 mil, faixa de entrada do Jeep Compass e abaixo de boa parte dos seus concorrentes. Todavia, o Territory sofrerá com o preconceito dos consumidores brasileiros sobre os carros chineses, algo que a Caoa-Chery tem conseguido se desvencilhar e crescer com a família Tiggo. Se o Territory ganhar volume, deverá ser produzido na América do Sul mas dificilmente no Brasil. Na China o Territory é fabricado pela Jiangling, uma empresa do grupo Ford. Esta imagem mostra exatamente como o utilitário esportivo é vendido por lá.

Jiangling S330, versão chinesa do Territory: ou seria o contrário?

A Ford mantém ociosidade na fábrica de General Pacheco, na Argentina, com a desativação da linha do Focus, e o SUV médio tem tudo para ser fabricado lá.


Em breve a Ford também lançará aqui o Escape, posicionado numa faixa superior completando a gama com o EcoSport como modelo de entrada e Edge ST no topo.


Se você gosta dos carros da linha Ford, confira as milhares de ofertas de sucessos da marca como o Ka, Fiesta e Ranger no site do Auto Show e visite os feirões presenciais realizados todo domingo no estacionamento do Anhembi e Shopping ABC.