AutoShow

Shell vai fechar mil postos de gasolina e investir em recarga de carros elétricos

Vice líder de vendas vai instalar mais carregadores e começar transição de energia. Por Redação AutoShow

Shell Raizen tem dois eletropostos em SP (Shell Raizen Divulgacao)

A Shell acaba de fazer um anúncio um tanto inusitado no mercado de combustíveis. A empresa britânica é a segunda maior na exploração de combustíveis fósseis mas anunciou que irá fechar 1.000 postos nos próximos dois anos. O motivo é que a empresa vai investir mais em pontos de carga para carros elétricos. 

Shell já tem 54.000 pontos de carga, a maioria na Europa (Shell Divulgação)

Ao todo a Shell tem 46.000 postos de combustíveis em vários países. O anúncio de que fechará 1.000 pontos de venda representa apenas 3% mas suas metas são audaciosas para o que se chama de “transição energética”.

Ponto de carga elétrica da Shell (Shell Divulgação)

A medida da Shell chega em um momento em que as vendas de elétricos estão em ritmo menor de crescimento na Europa e Estados Unidos, mas crescendo na América Latina e de forma mais acentuada na China. 

Eletro posto modelo Shell (Shell Divulgação)

“Estamos melhorando nossa rede de revendas com a expansão de carga para veículos elétricos e oferta de conveniência nesses locais para responder as necessidades dos consumidores”, disse o documento Estratégia de Transição de Energia divulgado nesta semana. 

Expansão na rede de carregadores (Shell Divulgação)

Só neste ano a Shell terá 500 novos pontos de carga mas não especificou onde serão construídos. Em São Paulo a Raizen já iniciou a oferta de pontos de carga para veículos elétricos em dois postos de serviço. Por aqui a empresa está longe de um movimento de fechar postos para abrir pontos de recarga. 

A Shell conta hoje com 54.000 pontos de carga para carros elétricos e espera aumentar esse volume para 70 mil até o fim do próximo ano e chegar a 200 mil pontos até 2030.

fechar