Imagem Jumbotron

Peugeot 308 THP usado: pontos positivos e negativos

Manutenção preventiva é o segredo para manter o bom hatch com motor turbo. Por Marcos Camargo Jr

Os carros das marcas do grupo PSA, Peugeot e Citroen, não exatamente os queridinhos no mercado de usados. Manutenção cara, delicada, cuidados para donos exigentes e pouco tempo em linha fazem esses veículos desvalorizarem de forma mais acentuada. Se depender de iniciativas como o Peugeot Total Care, no entanto, isso deve mudar. No caso da marca o sistema de atendimento propõe maior qualidade e atenção para que o cliente permaneça na marca. 

Hoje vamos analisar na matéria "pontos positivos e negativos" o Peugeot 308, um hatch bem equipado que concorreu em pé de igualdade com carros de sucesso como Ford Focus, Chevrolet Cruze Sport6 (primeira geração), Hyundai i30, Fiat Bravo, Citroën C4 hatch e Volkswagen Golf. Seguindo a linha dos carros franceses o 308 oferece boa lista de equipamentos e um avanço de projeto que se traduz em custo mais alto de manutenção. Analisamos desta vez o Peugeot 308 THP da série especial Roland Garros fabricado em 2014. 

Pontos positivos

Sem dúvida o maior trunfo está no bom motor THP quatro cilindros turbo de 165cv e 24,5kgfm de torque. Este propulsor é muito superior ao 1.6 ou 2.0 aspirado disponíveis à época com números de consumo que equivalem a 8,5km/litro na cidade e 10,5km/litro na estrada e disposição para acelerar embora beba apenas gasolina. 

A lista de equipamentos é outra virtude: há teto de vidro panorâmico, ar condicionado digital (nesta versão), multimídia com bluetooth e GPS nativo e câmbio automático de seis marchas Aisin que é superior aos antigos AL4 usados pela PSA. Há também seis airbags como item de segurança, ABS, freios a disco nas quatro rodas e a direção é do tipo eletro-hidráulica.

O porta malas de 430 litros é ótimo para o segmento assim como o espaço do motorista e passageiro. Quem dirige embarca em uma posição mais alta em relação ao painel rebaixado e há boa ergonomia e ajustes de altura e profundidade na coluna de direção.

Em 2014 a Peugeot passou a usar um ajuste de suspensão melhor com vários aprimoramentos no Peugeot 308 que tornaram o conjunto mais robusto. Também foi feito recall de instalação de presilhas na manta sob o capô. A peça pode se soltar e aquecer sobre a turbina do THP o que pode levar a um incêndio. Se o carro não tiver feito o recall, a rede de concessionários está apta a atender os clientes sem custo. 

Pontos negativos

Apesar de potente o carro é um pouco lento nas trocas de marchas evoluindo a cada 2.500rpm ou 3.000rpm no modo esportivo. Há no mercado dispositivos em formato de chip que ajustam o regime de trabalho do motor para fazer trocas a cada 1.800rpm e resultam em maior economia. Mas ele poderia ter câmbio com respostas mais rápidas

O Peugeot 308 não é muito alto em relação ao solo e a suspensão tem curso reduzido. Assim é preciso ter atenção com batentes de amortecedor ou com os próprios que custam um pouco mais caro: R$ 900 o par traseiro, R$ 1300 o par dianteiro ou R$ 300 um kit de batentes completo.

Também em virtude da altura e da dianteira bicuda o Peugeot raspa facilmente em valetas e depressões o que pode causar quebra da montagem do para-choque cujo reparo é caro e a montagem bem delicada. São poucos os carros sem detalhes na dianteira devido a batidas e arranhões.

A manutenção é mais elevada em relação a outros carros do segmento mas um modelo bem cuidado e com histórico de manutenção pode render muitas alegrias ao proprietário. Antes de fechar negócio peça e comprove o histórico de manutenção com assistência na concessionária, inclusive das trocas de óleo com o lubrificante original 5W30.

Custo de manutenção

O motor THP requer apenas manutenção preventiva com alguns detalhes importantes. A cada troca de óleo deve ser substituído o diafragma que evita a invasão de óleo no motor, como medida preventiva. Essa peça custa em média R$ 50 além dos R$ 200 previstos para a troca de óleo com lubrificante 5W30 (sintético).

Outro ponto importante é a durabilidade da tampa de válvula que tende a aquecer e desgastar as juntas e a própria peça. No mercado de reposição essa substituição é cara, em torno de R$ 3.000 com suporte para a mangueira da turbina.

A turbina não traz problemas de funcionamento mas resulta em muito calor. Houve um recall para instalação de presilhas que seguram a manta de proteção no capô. Se não for feito a peça tende a descolar e encostar na turbina o que pode até resultar em incêndio. Por fim, a bomba de combustível de alta pressão ajustada para trabalhar com gasolina pode apresentar problema com o nosso combustível e custa cerca de R$ 2.000,00.

Procura um Peugeot 308? Veja as oferta da marca no AutoShow.com.br e faça uma boa negociação. Se você tem um carro e desejar vender conte com nossos anúncios gratuitos.

Compartilhar:

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Mais lidos

Imagem Media

Carro novo ou usado? Qual escolher?

Imagem Media

Comissão do Senado aprova fim dos carros a gasolina no Brasil

Imagem Media

Prós e contras Jeep Renegade Limited 2020

Compartilhar:

RSS
Facebook
Twitter
LinkedIn

Carros que você talvez gostaria:

Imagem Jumbotron

Garanta já sua participação no maior feirão de Compra e Venda de carros no Brasil – AutoShow –

O Feirão AutoShow possui mais de 10 mil ofertas e milhares de compradores em busca de fechar um bom negócio. Compre ou venda já seu carro no Feirão.