AutoShow

Nova Strada já teve 23 mil unidades vendidas

Pick-up compacta só não foi líder de vendas em julho porque FCA não tinha capacidade de produzi-la. Por Marcos Camargo Jr

A FCA está contente com a nova Strada e não deveria ser diferente. Apresentada no final de junho com início de vendas em julho, a pick-up compacta já teve 23 mil encomendas desde o lançamento. 

Só no primeiro mês cheio de vendas foram 17 mil pedidos tanto que a Fiat teve que aumentar a capacidade de produção em Betim da utilitária para atender a esta demanda. Atualmente a fila de espera é de 60 dias, algo que a FCA não esperava.

“A gente está trabalhando para aumentar a capacidade produtiva para atender o mais rápido possível. A demanda era de 250 carros por dia, passou a 780 carros por dia”, disse Herlander Zola, diretor de Marketing da FCA. Segundo ele esse volume “corresponde a multiplicar por 3,5 vezes o volume de fabricação o que é algo positivo e surpreendente”, completa dizendo que a Fiat esperava aumento nas vendas de até 30% mas que poderia ser menos por conta da pandemia. 

Agora a Fiat está se preparando para que a Strada emplaque como carro mais vendido no país, posto que atualmente pertence ao T-Cross.

“O carro mais vendido do país emplacou um pouco menos de 11 mil unidades mas tivessemos capacidade de produzir teríamos feito da Strada o carro mais vendido do Brasil. Não foi possível no primeiro mês mas é uma expectativa que nós geramos e esperamos que nos próximos meses a Strada tenha potencial para ser o carro mais vendido”