AutoShow

Mini SUVs: veja quais devem chegar ao Brasil em 2022

Os mini SUVs estarão no radar das montadoras no próximo ano, uma vez que modelos como Nissan Magnite, Hyundai Venue, Renault Kiger devem estrear mas só o novo Citroën C3

Novidades devem competir com o Fiat Pulse, Volkswagen Nivus, Caoa Chery Tiggo 3X e Honda WR-V. Por Felipe Salomão

Renault Kiger pode ser produzido no Brasil

Os mini SUVs estarão no radar das montadoras no próximo ano, uma vez que modelos como Nissan Magnite, Hyundai Venue, Renault Kiger devem estrear mas só o novo Citroën C3 é um modelo confirmado. Essas novidades brigarão diretamente com o Fiat Pulse, Caoa Chery Tiggo 3X e Volkswagen Nivus. Conheça em detalhes cada um deles.

Nissan Magnite
A Nissan deve trazer ao Brasil o Magnite, que já é vendido na Índia e que usa a base do Renault Kwid. A novidade tem um design ousado com uma ampla grade frontal e faróis dianteiros afilados. Já a traseira tem faróis dispostos na horizontal que sobrepõem a tampa do porta-malas. O interior tem traços simples mas conta com um central multimídia de 8 polegadas com conexão com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay.

Nissan Magnite tem motor 1.0 turbo de três cilindros, que entrega 100 cv

O modelo, que será posicionado abaixo do Kicks, deve ser equipado com um motor 1.0 turbo de três cilindros, que entrega 100 cv com torque de 16,3 kgfm e também o 1.0Sce de 80cv derivado do Sandero e novo Kwid. A transmissão pode ser manual de cinco velocidades ou automática do tipo CVT.

Renault Kiger
O Renault Kiger pode ser produzido no Brasil. Inclusive, o modelo é “primo” do Nissan Magnite, uma vez que utiliza a plataforma CMF-A+ do Kwid. A novidade tem faróis diurnos finos e faróis convencionais maiores dispostos na horizontal. A grade dianteira tem a logomarca da empresa francesa e não é muito grande. A traseira tem faróis no formato de “C” e um desenho mais limpo. O interior ainda tem painel de instrumento digital de 7 polegadas e central multimídia de 8 polegadas com conexão com Android Auto e Apple CarPlay sem fio.

Segundo a fabricante, o carro foi projetado para oferecer mais espaço interno

O motor poderá ser 1.0 aspirado de três cilindros, que rende 80 cv e pode contar com a opção de 1.0 litro turbo de três cilindros, que entrega 100 cv com torque de 16,3 kgfm. A transmissão será manual de cinco velocidades ou automática do tipo CVT. O modelo será posicionado abaixo do Duster e do Captur.

Hyundai Venue
O Hyundai Veneu, que será posicionado abaixo do Creta, pode chegar ao Brasil no próximo ano. A novidade tem um design totalmente diferente da nova geração do Creta e é oferecido como modelo de entrada nos EUA. No caso do Venue a grade dianteira é ampla e os faróis diurnos são afilados, o que confere esportividade ao SUV. Já os faróis convencionais são maiores e arredondados. A traseira também tem faróis redondos e um desenho mais limpo. O interior conta com teto solar, volante em couro e uma ampla central multimídia no centro do painel com conexão com Android Auto e Apple CarPlay. Além disso, o carro vem com rodas de 17 polegadas.

Hyundai Veneu, que será posicionado abaixo do Creta, pode chegar ao Brasil no próximo ano

A motorização poderá ser 1.0 turbo de 120 cv, ou seja, a mesma que equipa o HB20 e, também, o novo Creta. Também deve ter uma opção de 1.6 litro aspirado de 123 cv. A transmissão é automática do tipo CVT.

Novo Citroën C3
O novo Citroën C3 será lançado no mercado brasileiro no início do próximo ano e ficará posicionado abaixo do C4 Cactus usando plataforma CMP do Peugeot 208 e motor Fiat como opção. Em relação ao desenho, a novidade terá faróis de iluminação diurna dispostos em formato de Y, que estão interligados com uma barra cromada, que também forma o logotipo da empresa. Já os faróis convencionais são redondos. A traseira conta com faróis também arredondados e a tampa do porta-malas tem um desenho retilíneo. O interior traz uma central multimídia de 10 polegadas com conexão com Android Auto e Apple CarPlay e painel de instrumentos é 100% digital.

Teto poderá ter os tons de preto ou de branco

Sob o capô, o crossover deve ser equipado com o motor de 1.6 litro, que entrega 115/118 cv a 5.750 rpm e com torque de 15,5 kgfm a 4.000 rpm e nas versões mais caras o mesmo propulsor do Fiat Pulse, ou seja, 1.0 litro turbo, que rende 130 cv e aproximados 20 kgfm de torque. A transmissão deve ter opção automática e manual. 

Veja no AutoShow mais de 40.000 classificados de veículos e visite os feirões presenciais realizados aos domingos. Acesse também as redes sociais Instagram, Facebook e YouTube e fique ligado na programação dos eventos em 2021.