AutoShow

Mercedes pode voltar a oferecer motor V8 por baixa aceitação do 2.0 turbo

Modelos C63 e S63 com 2.0 turbo estariam com os dias contados e V8 pode ser oferecido no Euro 7. Por Marcos Camargo Jr

Engeheiros disseram à publicação que motor 2.0 seria substituído por V8 de maior porte (Mercedes Benz – Divulgação)

Os compradores de Mercedes Benz estariam decepcionados com os motores 2.0 turbo mesmo com alta potênncia. E após o lançamento dos esportivos C63 e E63 com motor 2.0 quatro cilindros, a baixa aceitação do produto pode levar os executivos a voltarem atrás para retornar a oferta do 4.0 V8 biturbo com sistema híbrido.

Modelos esportivos precisam ter V8 híbrido adaptado ao padrão Euro 7 (Mercedes Benz – Divulgação)

A informação foi publicada pela revista Car and Driver após a entrevista com engenheiros envolvidos com o projeto. Segundo os profissionais, seria preciso adequar o motor V8 aos padrões atuais de emissões Euro 7 e reforçar a estrutura do Classe C e do Classe E que é maior, para uso do motor V8. A Mercedes Benz no Brasil não comenta planos futuros dos seus veículos.

Linha 63 com 2.0 turbo de 680cv é forte e ágil mas não o suficiente para os clientes da marca (Mercedes Benz – Divulgação)

Atualmente a linha C63 usa motor 2.0 biturbo com 680 cv com 103,9 kgfm associado a um sistema híbrido com bateria de baixa capacidade com 6,1 kWh. Embora seja um motor menor, ele alcaça 290km/h e 0-100 em 3,4s. O E63 deverá vir com motor 3.0 seis cilindros com sistema híbrido plugin em torno de 700cv.


Motores V8 podem voltar à ativa (Mercedes Benz – Divulgação)

A Mercedes Benz tem em linha o V8 turbo híbrido com 842cv e 142,8kgfm de torque com bateria de 6,1kwh ou esse mesmo motor com 802cv e 145kgfm de torque. Eles são usados no S63 e no AMG GT63 S E Performance.
De qualquer forma, se houver essa mudança os novos C63 e E63 só seriam lançados em 2026.