AutoShow

Kia Rio vira híbrido na Europa e envelhece modelo vendido aqui

Compacto estreia importantes novidades e um discreto facelift. Por Marcos Camargo Jr

Depois de dez anos de promessas o Kia Rio foi lançado no início de 2020. Mal estreou e já foi combalido pela pandemia e a alta do dólar que chega a 30% em dois meses e agora os europeus já recebem um facelift do compacto que é fabricado no México.


Para o mercado nacional essas mudanças ainda devem demorar a chegar, já que o país recebeu o carro somente no início deste ano mas é certo que devido ao baixo volume devemos receber um lote do Rio já com as alterações apresentadas em outros mercados.

Visualmente o carro recebeu nova grade frontal, agora mais larga, o para-choque dianteiro tem novo desenho e o novo Kia Rio conta com faróis full-Led para todas as versões. Na parte traseira nada mudou além do conjunto ótico.

Por dentro, as mudanças também foram discretas, porém importantes. O carro recebeu uma nova central multimídia de 8” no console central e um novo display de 4,2″ no painel de instrumentos.

A principal mudança no Kia Rio está sob o capô. A montadora sul-coreana agora equipa o carro com motorização híbrida, nas versões mais caras. Agora o hatch conta com novo motor 1.0 Smartstream com turbo, injeção direta e um sistema híbrido-leve de 48V, substituindo o atual 1.0 turbo usado na Europa. Em relação ao desempenho, o novo motor proporcionará a mesma potência que o 1.0 turbo anterior, nas versões de 100cv ou 120cv que tem apelo esportivo.

Por fim, a nova motorização será complementada com uma transmissão manual de seis marchas com controle eletrônico de embreagem e uma opção automatizada de dupla embreagem de 7 velocidades.

Aqui no Brasil o Kia Rio é comercializado apenas em duas versões com preços entre R$ 69,9 mil na versãos mais simples (LX) e R$ 78,9 mil na mais completa (EX). O modelo ainda é equipado com apenas uma motorização: 1.6 aspirado de 130cv e transmissão automática de seis velocidades, assim como o Hyundai HB20.