AutoShow

Citroën lança C3 Aircross no Brasil: veja preços e versões

Novidade chega com motor T200 turbo em três versões a partir de R$ 110 mil

C3 Aircross chega em três versões: Feel, Feel Pack e Shine (fotos: Marcos Camargo-AutoShow)

Revelado ainda este ano, a Citroën finalmente apresentou o novo SUV compacto C3 Aircross. Ele é feito em Porto Real/RJ sobre a base do C3 hatch (plataforma CMP) sendo maior, opção inédita de 7 lugares e com preço interessante a partir de R$ 109,9 mil em três versões. O AutgoShow acompanhou o lançamento do C3 hatch que já estará nos concessionários em dezembro. No entanto, versões de sete lugares ficarão apenas para o início de 2024.

O desenho segue o perfil dos projetos C-Cubed com linha de cintura alta, o perfil com recortes retos nas laterais, molduras largas nos pára-lamas e lanternas com largos frisos aumentam a percepção de volume.

A diretora de marca da Citroën para a América do Sul, Valère Lourme disse que
“Quando falamos de Citröen falamos de marca francesa que faz carros populares há 104 anos. No ano que vem vamos completar o plano Citröen 4ALL e vamos lançar o terceiro carro C-Cubed e com esses três carros e com o Aircross a marca vai alcançar 4% de market share no próximo ano”.

Ele mede 4,32m de comprimento, 2,67m de entre eixos, 1,72m de largura e 1,67m de altura. Soma-se a isso o porta malas de 493 litros com 5 lugares e 1.080 com o banco traseiro rebatido.

A fórmula de acesso à terceira fileira é simples e funcional (o carro que ilustra essa matéria é uma versão de 7 assentos ainda não disponível). Para remover basta puxar um botão no encosto, dobrar o assento e removê-lo facilmente. A ideia é que caso não seja preciso usar os 7 lugares, o dono do carro pode simplesmente guardar os bancos na garagem.

O acesso dos passageiros é feito por duas alças que dobram o banco traseiro permitindo a entrada. E o acesso é generoso: 95cm de altura e 62,9cm de largura. De longe é o melhor do segmento. A altura do solo também é generosa: 23,3cm.

Por dentro fica mais clara a origem do C3 Aircross que é baseado na versão hatch com reforços estruturais e plataforma ampliada. O painel traz o mesmo formato com grandes saídas de ar nas extremidades. O que muda é a textura plástica “bronsmart” e um aplique inferior na cor prata “monorite” para diferenciar.

Há duas novidades no C3 Aircross SUV em relação ao hatch: difusores de ar condicionado superiores que melhoram a climatização em 15% segundo a Citroën e também o painel digital de 7 polegadas.

A plataforma CMP do Aircross tem 59% de aços de alta resistência e 6% de ultra resistência com reforços traseiros por conta do peso maior. Em relação ao hatch há um ajuste diferente de molas e amortecedores e nova barra estabilizadora dianteira mas segue a fórmula McPherson na dianteira e eixo rígido traseiro.

Cinco opções de cores como o cinza claro (Foto: Citroën Divulgação)

Diferente do C3 hatch, o Aircross não tem opção do motor EC5 1.6 aspirado. O SUV vem com motor T200 desenvolvido pela Fiat (ja usado no Pulse, Fastback e Peugeot 208 turbo) que rende 125/130cv e 20kgfm de torque com câmbio CVT que simula sete velocidades e um acerto específico para o Aircross. A Stellantis divulga consumo de 7,4 a 8,6km/l com etanol e 10,6km/l e 12km/l na estrada. O 0-100km/h é feito em 9,7s e a velocidade máxima é de 191km/h. “Estamos contentes com a escolha pelo motor turbo e câmbio automático CVT que faz do C3 Aircross um carro ágil para o dia a dia pensando no perfil do nosso cliente”, diz Vanessa Castanho, Vice-Presidente da Citroën.

Versões e preços do novo Citroën C3 Aircross (5 lugares)

A gama do C3 Aircross é bem enxuta com basicamente 3 versões: Feel, Feel Pack e Shine. Veja o conteúdo de cada uma delas.

Feel Turbo 200 AT: R$ 109,9 mil
A versão Feel de entrada tem ar condicionado, direção elétrica com ajuste de altura, DRL com LED e faróis halógenos, multimídia de 10 polegadas com espelhamento sem fio de celulares, 6 alto falantes, controles de som no volante, assistente de partida em rampa e monitoramento de pressão de pneus, rodas aro 16 com calotas, duplo airbag e freios ABS além de chave com alarme.

Feel Pack turbo 200 AT: R$ 119,9 mil
Tem os mesmos itens de versão Feel além de painel digital de 7 polegadas, rodas de liga leve aro 16, sensor traseiro de estacionamento, apoio de braço central e retrovisor externo elétrico e airbags laterais somando 4 bolsas.

Shine Turbo 200 AT: R$ 129,9 mil
Os mesmos itens da versão Feel Pack além de rodas de 17 polegadas diamantadas, teto bitom, câmera de ré, acabamento traseiro e grade com acabamento em preto brilhante, limitador e regulador de velocidade, faróis de neblina, skid plate cinza dianteiro e traseiro e volante assim como os bancos em Couro sintético.

A gama de pacotes é bem enxuta mas oferece três opções: Pack Protection (protetor de soleira e protetor de carter), Pack Conforto (faróis de neblina e câmera de ré) além do Pack Design (embelezador de grade preto ou branco e protetor das portas)

O Citroën será oferecido em cinco cores: branco, cinza, grafite, preto, vermelho rubi e cinza artense (mais claro). Nas versões Shine há opção do teto bitom branco.

O C3 Aircross tem três anos de garantia e as três primeiras revisões são gratuitas.
Carina Oliveira, diretora de marca, peças e serviços da Stellantis, diz que “o pós vendas é a forma que a gente tem de fidelizar o cliente. E junto com isso começávamos a trabalhar pensando nos pilares para todos e por isso a manutenção do C3 Aircross será 15% mais barata que a média do segmento, três primeiras revisões grátis e agendamento de serviços via Whatssap”
As versões de sete lugares terão preços divulgados no início de 2024.