AutoShow

Citroën C3 tira nota zero em teste de colisão; saiba o motivo

O Citroën C3 tirou nota zero no teste de colisão feito pelo Latin NCAP. De acordo com o órgão, que avalia carros vendidos no Caribe e América Latina

Segundo Latin NCAP, hatch apresentou proteção dianteira fraca na região do peito do motorista. Por Felipe Salomão

No teste de colisão lateral o modelo não cumpre os requisitos para a avaliação contra o poste – Foto: Latin NCAP/Divulgação

O Citroën C3 tirou nota zero no teste de colisão feito pelo Latin NCAP. De acordo com o órgão, que avalia carros vendidos no Caribe e América Latina, o hatchback apresentou proteção dianteira fraca na região do peito do motorista. Apesar de apontar proteção fraca para o motorista no teste de colisão frontal, o Citroën C3 foi melhor um pouco melhor na avaliação com os passageiros. Contudo, a falta de pré-tensionadores dos cintos de segurança foi um ponto importante para a nota baixa. Já a região das pernas recebeu avaliação adequada.

Hatchback apresentou proteção dianteira fraca na região do peito do motorista – Foto: Latin NCAP/Divulgação

Em relação à proteção de crianças, o resultado foi bom no teste de colisão frontal. Todavia, o Latin NCAP diz que o ISOFIX não tem marcação para que uma cadeirinha seja instalada corretamente, bem como não é possível desligar o airbag frontal do passageiro, o que impossibilita o uso da cadeirinha no banco do passageiro. Por ter apenas dois airbags frontais, no teste de colisão lateral o modelo não cumpre os requisitos para a avaliação contra o poste. Além disso, as portas abriram durante o teste, levando a nota zero, que também foi a mesma do teste de efeito chicote segundo o Latin NCAP. Contudo, o modelo foi bem avaliado no teste de proteção para pedestre e no controle de estabilidade.

Procura umCitroën C3? Veja no AutoShow mais de 40.000 classificados de veículos e participe dos feirões presenciais realizados todo domingo das 7h às 13h no Expo Center Norte e Shopping ABC