AutoShow

Citroën apresenta sucessor do Jumpy que será elétrico só na Europa

O Space Tourer é um clássico europeu que tem versões furgão e passageiros em nada menos que cinco possíveis combinações

Linha Fina: Estilo renovado é derivado do novo Citroën e-C3. Por Marcos Camargo Jr.

O Space Tourer é um clássico europeu que tem versões furgão e passageiros em nada menos que cinco possíveis combinações. Porém ao apresentar a linha 2024, a Citroën trouxe um novo design para a minivan, extinguiu o motor turbodiesel na Europa e trouxe novas tecnologias para a versão que será somente elétrica com dois tipos de alcance das baterias. O estilo renovado é derivado do novo Citroën e-C3 com novos conjuntos em LED, perfil mais “quadrado” e nova grade, para-choques e bem como os emblemas da marca francesa.

Indo além, o Citroën SpaceTourer 2024 tem interior renovado com nova multimídia de 10 polegadas (My Citroën Play), há um novo volante de quatro raios e uma orientação de design mais horizontal na minivan. Há novos porta-objetos e mais espaços para copos e outros utensílios bem como a estreia do sistema My Citroën Drive Plus com navegação 3D em tempo real para monitoramento do trânsito.

Existem várias versões da SpaceTourer que estarão disponíveis na Europa. As versões de passageiros podem ter 5,7, 8 e 9 lugares. Há uma versão executiva batizada de “Business Lounge” com assentos maiores e mais distribuídos e até segunda fileira invertida para melhor espaço interno e até porta corrediça elétrica. Nas medidas ele tem 1,90m de altura e manterá as opções média de 4,98m de comprimento e longa de 5,33m.

Na Europa, só elétrica
A Citroën reforçou no comunicado de imprensa que somente na Europa, a SpaceTourer terá motor elétrico de 100kw, equivalente a 136cv alimentado por baterias de íons de lítio com 50kw e autonomia de 224km (WLTP) ou ainda 75kwh com autonomia de 350km, 20km a mais que o modelo 2023.

Entre os aprimoramentos estão sistema de freio regenerativo em três níveis, carregador de bordo de 7,4kw ou opção de um carregamento de 11kw. A entrada máxima de potência é de 100kw que permite recarga completa em 45 minutos.

Fora da Europa, o que pode incluir mercados como o da América do Sul, a versão reestilizada também terá o motor turbodiesel BlueHDI de 180cv combinado com câmbio automático de oito marchas.