AutoShow

Chery Omoda 5 passa ter tração 4×4 e deve lançado no Brasil

O Chery Omoda C5, como é chamado na Rússia, ganhou tração integral, mas manteve o visual ousado

SUV tem design arrojado e motor 1.6 litro turbo de 197 cv. Por Felipe Salomão

Tração 4×4 é AWD, que sempre está ativa

O Chery Omoda C5, como é chamado na Rússia, ganhou tração integral, mas manteve o visual ousado. O crossover tem motor 1.6 litro turbo de 197 cv. O modelo pode ser vendido no Brasil, pois já foi flagrado rodando em ruas brasileiras.

Modelo é vendido na Rússia com nome de Omoda C5

Chery Omoda mede 4,40 metros de comprimento, 2,63 m de entre-eixos, 1,83 m de largura e 1,58 m de altura. Com essa medida, o crossover chega para rivalizar com Jeep Compass, Chevrolet Equinox, Volkswagen Taos e Toyota Corolla Cross. O interior conta com uma ampla tela que serve de painel de instrumentos e, também, de central multimídia, cada uma dela tem tamanho de 12,3 polegadas. O volante tem a base reta e um novo design em relação aos carros já vendidos pela marca oriental.

SUV médio tem 4,40 metros de comprimento e 2,63 metros de entre eixos

O Chery Omoda 5 vem equipado com motor de 1.6 litro turbo TGDi a gasolina, que entrega 197 cv. Esse propulsor equipa o Tiggo 8, mas com 187 cv. A transmissão é dupla embreagem de sete velocidades e a tração é dianteira. A tração 4×4 é AWD, que sempre está ativa.

Modelo tem uma grande tela que serve de painel de instrumentos

Chery Omoda 5 no Brasil
Apesar de já ter testado o Omoda 5 nas ruas brasileiras e, também, já ter registrado o crossover no Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI, ainda é incerto o lançamento do SUV por aqui. Inclusive, as vendas da empresa têm caído enquanto o mercado de SUVs só cresceu. Em 2021,  a marca foi a décima mais vendida, com mais de 40 mil veículos emplacados. Em 2022 perdeu uma posição e vendeu 35 mil unidades. Apenas nos dois meses de 2023 a marca licenciou 1.297 unidades, o que a deixou na décima terceira posição, segundo dados da Fenabrave. 

Modelo tem uma ampla grade dianteira

Além disso, a Caoa Chery fechou a fábrica de Jacareí, no interior paulista, para passar por remodelação para receber os novos veículos híbridos e elétricos, segundo nota do grupo. Contudo, a companhia ainda não confirmou uma linha de produção híbrida elétrica no Brasil, apenas disse que iria reabrir a planta em 2025, após um investimento de R$ 1,5 bilhão. Portanto, ainda não é possível afirmar se o Chery Omoda 5 será vendido nos próximos meses no Brasil.

Procura um modelo da Chery? Veja no AutoShow mais de 40.000 classificados de veículos e participe dos feirões presenciais realizados todo domingo das 7h às 13h no Expo Center Norte e Shopping ABC