AutoShow

BYD Dolphin Plus 2024: tudo sobre a versão esportiva elétrica (12 fotos)

Testamos o monovolume com 204cv que roda quase 400km com uma recarga na prática. Por Marcos Camargo Jr

Fotos deste artigo por Marcos Camargo Jr – AutoShow

O BYD Dolphin é o primeiro carro de grande volume da marca chinesa que tem tirado clientes de sedãs médios, de SUVs compactos e até alguns clientes premium que desejam entrar na eletrificação. Compacto, ágil, econômico e bem montado o Dolphin estreou na versão de 95cv e depois foi lançada a versão “Plus” bem mais equipada e com o dobro da potência.
Essa versão custa R$ 30 mil a mais vale a pena pagar os R$ 179,8 mil? Testamos o BYD Dolphin Plus 2024 por uma semana.

Cluster digital com tela diminuta atrás do volante (Marcos Camargo Jr – AutoShow)

Visualmente é fácil perceber o que muda. A versão Plus tem pintura em dois tons de gosto duvidoso mas fácil de acostumar. Por fora, as rodas aro 17 tem rodas combinando os dois tons da pintura. O restante é o monovolume que o consumidor já conhece.

Traseira com destaque para a coluna C que acompanha a cor do teto (Marcos Camargo Jr – AutoShow)

As medidas do Dolphin Plus são as mesmas: 4,13m de comprimento, entre eixos com generosos 2,70m, largura de 1,77m e porta-malas de 345 litros.

Interior bem montado com destaque para os amplos bancos em couro (Marcos Camargo Jr – AutoShow)

Por dentro a unidade testada tinha um sóbrio tom preto mesclando couro dos bancos, forrações presentes até na porta traseira e boa qualidade de montagem. O Dolphin Plus acomoda bem quatro pessoas mas com cinco ficaria um pouco apertado não por conta da cabeça mas pelo espaço lateral. No banco traseiro se nota que os bancos dianteiros fazem uma “parede” e isolam os dois pontos de forma natural.

Quase 110cv a mais que as versões de entrada (Marcos Camargo Jr – AutoShow)

O motor elétrico do Dolphin Plus rende 204cv e 31kgfm de torque sendo bem mais forte que o modelo de entrada. Há boas acelerações, frenagens que variam conforme o modo de condução, e embora o carro pareça um pouco mais pesado (por conta da bateria maior), a dirigibilidade é muito boa.

câmera 360 graus, exclusividade do Plus (Marcos Camargo Jr – AutoShow)

Essa versão ganha itens de série interessantes. O Dolphin Plus acrescenta câmeras 360 graus sobre a multimídia de boa resolução e 12,8 polegadas, bancos dianteiros com ajuste elétrico, carregador por indução, há controle de cruzeiro adaptativo, GPS nativo, alerta de ponto cego e até leitor de placa. Há muitos itens a mais.

leitor de placas e alguns alertas funcionam de forma imprecisa (Marcos Camargo Jr – AutoShow)

Porém nem todos funcionam a contento como o leitor de placas que quase sempre erra a situação real e emite alertas contínuos exigindo a redução. O leitor de faixa também é muito sensível e em vias mal sinalizadas chega a corrigir o volante onde na verdade não era uma invação de faixa mas só uma via das tantas mal conservadas que existem no Brasil.

Painel do BYD Dolphin PLus (Marcos Camargo Jr – AutoShow)

A bateria é maior com 60,5kwh suficientes para 330km no ciclo PBEV do Inmetro. Só que no ciclo europeu o BYD Dolphin Plus roda até 420km. Na prática, na primeira recarga que fizemos o Dolphin rodou 380km na cidade e ainda tinha 5% de bateria. Em um carregador residencial comum a recarga foi feita em 8h conectado.

banco traseiro tem espaço razoável pela largura limitada (Marcos Camargo Jr – AutoShow)

Claro que o BYD Dolphin não é para todos os perfils de clientes. Por R$ 149,8 mil é possível sair com um carro elétrico da concessionária mas quem exigir desempenho e puder pagar R$ 30 mil a mais o Dolphin Plus sem dúvida é a melhor escolha. Sem falar nos itens de segurança ativa que ele traz e que faltam às demais versões.

porta-malas de 345 litros (Marcos Camargo Jr – AutoShow)

Seja pela versatilidade e pela proposta, o Dolphin está fazendo muitos consumidores pensarem em ter seu primeiro carro elétrico na garagem. Atributos positivos não faltam.


Preços e versões BYD Dolphin 2024
BYD Dolphin (versão de entrada): R$ 149,8 mil
BYD Dolphin Diamon (cor preta): R$ 149,8 mil
BYD Dolphin Plus: R$ 179,8 mil