AutoShow

AUTOSHOW testa nova Chevrolet Montana RS: veja o que muda e os preços

A GM já começou a diversificar a produção da Montana para enfrentar, em breve, a estreia da Fiat Strada turbo mas também a Fiat Toro, Renault Oroch e de forma indireta a Ford Maverick

Modelo ganha detalhes na cor preta e vermelha mas mantém motor 1.2 turbo de 133cv. Por Marcos Camargo Jr.

Modelo é vendido por R$ 151.890 – Foto: Marcos Camargo Jr.

A GM já começou a diversificar a produção da Montana para enfrentar, em breve, a estreia da Fiat Strada turbo mas também a Fiat Toro, Renault Oroch e de forma indireta a Ford Maverick. Além das versões turbo, LT, LTZ e Premier, a proposta da pick-up com assinatura RS traz detalhes exclusivos de série.

Pick-up com assinatura RS não tem a ver com a divisão Rally Sport que surgiu no fim dos anos 1960 – Foto: Marcos Camargo Jr.

“A Montana RS é um produto um pouco mais usado, para quem tem sua vida urbana durante a semana e no final de semana prática esportes, viaja, pode fazer trilha, carregar bicicletas e se conectar com a natureza”, disse Paula Saiani, diretora de Marketing de produto.

Modelo tem santantonio integrado ao rack é exclusivo na versão – Foto: Marcos Camargo Jr.

Esportividade nos detalhes
O apelo da Montana RS é inspirado nos modelos atuais da marca como o Tracker e Equinox. A grade ganha formato interno de colmeia, logotipo da GM vem na cor preta, logos RS estão na dianteira e traseira, há capas de retrovisor na cor preta, o santantonio integrado ao rack é exclusivo na versão e as rodas aro 17 exclusivas.

Montana RS traz multimídia MyLink com sistema On star e Wi-Fi – Foto: Marcos Camargo Jr.

Internamente bancos e detalhes em vermelho
A Montana RS traz detalhes escuros, costuras vermelhas nos bancos em couro cinza e preto com etiqueta “RS”, no tabelier do painel e há molduras preto brilhante nas saídas do ar condicionado e no console central.

Rodas são aro 17 polegadas com acabamento exclusivo – Foto: Marcos Camargo Jr.

Motor 1.2 sem mudanças
Para quem esperava alguma “esportividade” do motor a RS não trouxe novidades. O motor 1.2 turbo três cilindros tem até 133cv e 21,4kgfm a 2.000 rpm com câmbio automático de seis marchas. Na versão esportiva não há itens como freio a disco nas quatro rodas, shift paddle, um botão “Sport”. ou freio de estacionamento eletrônico só para diferenciar em uma paleta de modelos onde o RS é o mais caro.

Bancos têm costura na cor vermelha – Foto: Marcos Camargo Jr.

Mesmo assim a Montana RS vem bem equipada com faróis full LED, alerta de ponto cego, multimídia MyLink com sistema On star e Wi-Fi; ar condicionado digital e automático e computador de bordo, controle manual do câmbio na alavanca além dos esperados seis airbags, controle de tração e estabilidade

Bancos traseiros também contam com costura em vermelho – Foto: Marcos Camargo Jr.

Na Montana RS também estão disponíveis os 90 acessórios sendo 24 só para a caçamba como extensores, SUB JBL, bandeja, rede, extensor de pára-choque entre outros itens. Lembrando que a Montana não está homologada para uso de um engate assim como outros carros da linha como o Tracker e o Onix e Onix Plus.

Grade ganha formato interno de colmeia – Foto: Marcos Camargo Jr.

Montana RS na prática
Sem um motor mais forte ou algum item mecânico diferenciado, a Montana RS apela para o estilo que é visualmente bem resolvido e ficou de fato mais bonito. A grade segue o mesmo formato mas com acabamento preto brilhante, os noções emblemas da marca e da divisão Rs ajudam a diferenciar. No entanto, só com novas rodas poderá ser difícil reparar na RS pelas ruas. A parte interna tem costuras vermelhas nos bancos que ficaram mais bonitos mas só apliques em preto e detalhes vermelhos não são suficientes para impressionar muito. O motor 1.2 turbo tem o característico bom torque em baixa e respostas ágeis até a faixa de 4.000rpm. A suspensão da Montana não tem nenhum ajuste específico para o RS e se mantém adequado para o uso urbano e rodoviário.

Montana RS tem motor 1.2 turbo três cilindros tem até 133 cv – Foto: Chevrolet/Divulgação

O preço de R$ 151,8 mil é R$ 3 mil mais caro que a Premier com os mesmos equipamentos de série mas não com o mesmo apelo visual que certamente é seu grande diferencial. A Montana está na linha 2024 com nova cor cinza rush e a versão RS para enfrentar o universo das Pickups compactas como a Fiat Toro mas principalmente contra a Strada turbo que chega dentro de pouco tempo, a Renault Oroch e indiretamente a Ford Maverick. A RS está disponível nas cores vermelho chilli, branco, cinza Rush, prata e preto.

Motor 1.2 turbo tem o característico bom torque em baixa e respostas ágeis até a faixa de 4.000rpm – Foto: Chevrolet/Divulgação

Tabela de preços Chevrolet Montana 2024
Chevrolet Montana 2024 MT – R$ 121.790
Chevrolet Montana 2024 LT – R$ 127.190
Chevrolet Montana 2024 LTZ – R$ 140.890
Chevrolet Montana 2024 Premier – R$ 148.890
Chevrolet Montana 2024 RS – R$ 151.890

Procura uma Chevrolet Montana? Veja no AutoShow mais de 40.000 classificados de veículos e participe dos feirões presenciais realizados todo domingo das 7h às 13h no Expo Center Norte e Shopping ABC