AutoShow

Após acidentes com carros autônomos da Tesla, governo pede providências

Marca está sob investigação pelo NHTSA, órgão equivalente ao conselho nacional de Trânsito. Por Redação AutoShow

imagem Elektrek Divulgação

A Tesla lidera as vendas de carros elétricos nos Estados Unidos há vários anos. No entanto, o sistema de condução autônoma “Autopilot” está na mira de um processo por parte do governo norteamericano. Desde 2016 foram registrados 40 acidentes graves envolvendo falhas de software de acordo com a apuração do jornal Washington Post.

Tesla Divulgação

O departamento de segurança do trânsito norteamericano equivalente ao CONTRAN no Brasil quer entender como funcionam os critérios do sistema Autopilot da Tesla. Em um dos acidentes, em 2019, um Tesla perdeu o controle em uma via não sinalizada e atropelou dois pedestres. Um deles morreu dias após o acidente. O motorista disse que o carro assumiu a direção perigosa sozinho e ignorou os limites da via.

Tesla Divulgação

Outro acidente parecido ocorreu na Flórida quando um Tesla foi parar embaixo de um caminhão matando o motorista. Outro acidente por falha do Autopilot levou o carro a atropelar uma adolescente que descia do ônibus escolar.

imagem: Elektrek Divulgação

A Tesla admite que vias mal sinalizadas, com ausência de placas, faixas intermitentes, buracos nas vias ou valetas, podem comprometer o funcionamento do piloto automático.
A Tesla também disse para o departamento de trânsito que o “motorista determina a operação aceitável e o próprio envolvimento na condução do carro”. A Tesla agora vai responder sobre as falhas e terá que contribuir com o desenvolvimento de um sistema mais seguro para usar em seus modelos elétricos