Imagem Jumbotron

10 curiosidades sobre o Renault Sandero

Hatch chegou ao Brasil em 2007 e com 1 milhão de unidades produzidas aqui tem muita história para contar. Por Marcos Camargo Jr

O hatch compacto Sandero chegou com o Logan no ano de 2007. Naquela época a Renault precisava justificar sua operação no Brasil que era pouco rentável. Com o Clio, Megane, Megane Grand Tour e Scenic, a marca precisava de um modelo novo que não custasse tanto é assim surgiu o Sandero e o Logan. Com motor 1.0 e 1.6, o a dupla segue em produção no país fazendo sucesso no mundo todo.

Nesta matéria o AutoShow vai mostrar 10 curiosidades interessantes a respeito do Renault Sandero.

  • O Sandero/Logan foi desenvolvido no início dos anos 2000. Seu projeto foi concebido na França e na Romênia mas o carro deveria ser apto para muitos países em desenvolvimento como a América Latina;
  • O projeto do carro foi orientado para a marca Dacia, do grupo Renault desde 1999, mas que fabricava sob licença os modelos da marca francesa desde 1966 no Leste Europeu.
  • O Sandero e Logan foram sucessores do Dacia 1300, modelo fabricado na Romênia de 1969 a 2004 com poucas evoluções. O projeto desse carro é originário do Renault 12 que no Brasil deu origem ao Ford Corcel.
  • Para nós ele era novo mas na Europa era símbolo de uma mudança. O Sandero/Logan tínham a missão de criar um segmento novo especialmente em países menos desenvolvidos no Leste Europeu. Lá esses carros precisavam ser baratos, econômicos e espaçosos;
  • A aprovação do projeto foi dada por Carlos Ghosn, que promovia um grande corte de custos na Renault e estudava, inclusive, encerrar a operação da marca aqui. O CEO do grupo, hoje foragido da justiça japonesa, foi acusado depois de uso indevido do cargo e corrupção mas foi peça-chave neste projeto de sucesso do Logan e Sandero;
  • A Renault lançou aqui o Logan e o Sandero mas o hatch foi o modelo de maior sucesso no Brasil, diferente da Europa onde o sedã sempre foi o preferido do público nos países onde é vendido;
  1. O Sandero e Logan chegou a ser produzido em sete fábricas da Dacia e Renault: Romênia, África do Sul, Marrocos, Brasil, Rússia, Irã e Colômbia;

Na Europa, mais precisamente em países como Romênia, Bulgária, Ucrânia entre outros, o Logan e Sandero deram origem a versões pick-up, perua e até um SUV, o Duster, lançado aqui em 2011;

Outras marcas que pertencem à aliança Renault-Nissan também usam a mesma plataforma do Logan e Sandero para fazer outros carros com emblema da Nissan e até mesmo da Lada, na Rússia;

Na Europa desenvolvida, o Sandero é comercializado em alguns países com a marca Dacia. Na Inglaterra por exemplo há versões de entrada sem os pára-choques pintados. Lá o Sandero custa £6.000, o equivalente a R$ 34.000, quase R$ 10 mil a menos que a nossa versão de entrada;

Falando em carros de “baixo custo” apesar da Dacia ter desenvolvido o Sandero e Logan, o Kwid não tem nada a ver com estes projetos. Isso porque o subcompacto nasceu mesmo na Renault na Índia.

Compartilhar:

Mais lidos

Imagem Media

Como transferir documento de veículos durante a pandemia?

Imagem Media

Carro novo ou usado? Qual escolher?

Imagem Media

Prós e contras: Caoa-Chery Tiggo 5X

Compartilhar:

Carros que você talvez gostaria:

Imagem Jumbotron

Garanta já sua participação no maior feirão de Compra e Venda de carros no Brasil – AutoShow –

O Feirão AutoShow possui mais de 10 mil ofertas e milhares de compradores em busca de fechar um bom negócio. Compre ou venda já seu carro no Feirão.